Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 11.000 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 4 concertos egostados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo

Anúncios

Na última madrugada (13.05.2010) eu tive um sonho em relação ao qual, somente depois de uma boa dose de interpretação, pude entender o significado dos seus conteúdos figurados.

O interessante é que, diferentemente de outros, eu lembro de cada detalhe desse sonho.

Eu, meu pai e minha mãe estávamos em uma pick-up prateada, cabine dupla, andando pelas ruas do centro de Maceió-AL.

Meu pai procurava por um posto do INSS para dar entrada nos documentos referentes a sua aposentadoria. Pelo que me lembro, eu conduzia o carro, até que estacionamos em uma esquina que era bastante escura.

Minha mãe e meu pai entraram na tal repartição pública, enquanto que eu fiquei aguardando do lado de fora, ao lado do carro.

Passados alguns instantes, saiu da repartição um advogado que eu conheço e que atua muito na Justiça do Trabalho local, mas não lembro o nome. Ele disse o seguinte: “Professor, por favor, o documento diz que o declarante concorda que se suicidou por asfixia!”

Percebendo que se tratava de um erro absurdo, já que ninguém pode pedir aposentadoria estando morto, eu disse a ele que logo iria resolver esse problema.

Eis que, em minha frente, do lado de fora, surgiu um elemento nada amigável, que começou a olhar para dentro do carro, tentando encontrar alguém. Ele me olhou mas não disse nada.

Em seguida surgiu um moleque, tipo um pivete de rua, dizendo pra eu entregar o que eu tinha. Eu respondi que nada tinha pra entregar e ele veio furioso, em minha direção, para me atacar.

Lembro que lhe dei um forte empurrão e ele afirmou que estava armado e que iria usar a arma caso eu não entregasse o que ele pedia. Eu disse que também estava armado (mas não estava) e que também usaria a arma.

Ele disse que eu estava blefando. Então eu pus as mãos dentro do bolso do paletó, simulando pegar uma arma, e disse: “vai pagar pra ver“?

Não sei como, mas ele se intimidou e desapareceu.

Então eu decidi entrar na repartição.

Ao adentrar o recinto eu estranhei o local, já que havia somente pessoas vestidas de branco, como se fossem médicos. Nada ali se parecia com um posto do INSS.

Foi então que, ainda no sonho, eu comecei a entender a situação.

Lembrei que meu pai havia cometido suicídio, logo, não poderia estar requerendo aposentadoria, até porque já havia se aposentado há mais de um ano.

Mas por qual motivo estaríamos em Maceió?

Lembrei que um tio da minha esposa, muito querido por nós, havia falecido há alguns anos, e residia em Maceió. Ele gostava muito de nós, uma amizade muito bonita.

Ele tem tudo a ver com a situação. Tenho certeza disso.

Nos últimos dias eu e os meus familiares vínhamos orando bastante para que o meu pai fosse resgatado (socorrido) pelos espíritos de luz.

Resgatado, sim, pois eu tenho certeza de que meu pai não atentou contra a própria vida de modo voluntário. Ele foi vítima de espíritos obsessores que, certamente, o estavam mantendo em cativeiro no plano espiritual, daí as orações pelo seu resgate.

Minhas orações eram no sentido de que ele fosse resgatado e levado para uma enfermaria espiritual a fim de se submeter a tratamento.

Eu sinto que minhas orações foram atendidas. Meu pai foi resgatado. Aquela repartição, na verdade, era uma enfermaria espiritual.

Eu sinto que, estando em meu corpo espiritual, juntamente com a minha mãe e espíritos de luz (inclusive o tio da minha esposa), resgatei meu pai e o retirei do poder dos obsessores que, inconformados, tentaram, sem êxito, prendê-lo novamente

Não há sofrimento eterno.

Deus é a bondade suprema.